Finasterida Causa Impotência Sexual Mesmo ou é Mito?

Quando o assunto é o tratamento da calvície, a finasterida é o medicamento considerado mais eficiente da atualidade. Isso porque ele age diretamente na enzima que converte a testosterona em di-hidrotestosterona, ou apenas DHT.

Essa e uma substância natural do organismo másculo que é a causadora do quadro de calvície em homens.

Acontece que, assim como qualquer medicamento químico e farmacêutico, a finasterida tem lá os seus efeitos colaterais. Um dos mais comentados entre eles é a impotência sexual, mas será que ela causa mesmo esse efeito?

Mas se você sente que está sofrendo de impotência sexual, você pode fazer o uso do pau de cavalo que é um estimulante natural e que combate a disfunção erétil.

Para entender um pouco mais sobre o assunto, continue lendo e vamos entender a resposta para essa questão.

Mas antes, o que é a Finasterida?

Se trata de um medicamento sintético que atua contra a calvície masculina, que ocasiona a perda de cabelos. O tratamento com ele não leva apenas ao fortalecimento dos cabelos, como também previne a queda de novos fios.

Embora seja um medicamento aprovado inclusive por órgãos internacionais de saúde, a verdade é que ele tem sim uma série de efeitos colaterais que podem ser bastante desagradáveis.

Afinal, finasterida causa impotência sexual?

É sempre preciso cautela para afirmar algo assim, portanto, não se pode dizer que a todas as pessoas que usarem esse medicamento vão ficar impotentes.

No entanto, a realidade é que sim, um dos efeitos colaterais mais comuns desse tipo de medicamento é justamente a disfunção erétil. Isso sem falar em problemas como distúrbios de ejaculação e diminuição da libido.

Por outro lado, sabe-se também que a chance de reverter esse problemas é muito boa assim que o uso do medicamento for cessado, portanto, nada disso é motivo para desespero.

O que acontece é que a queda de cabelos também tende a voltar quando o remédio para de ser usado.

Mesmo assim, é essencial lembrar que existem alguns casos raros em que os efeitos colaterais se mantiveram mesmo depois que o medicamento já não estava mais sendo utilizado.

O fato é que esse tipo de tratamento deve ser sempre feito com a devida orientação médica, sendo necessário contar com acompanhamento para controlar possíveis efeitos colaterais.

Mais do que isso, não custa lembrar que o mercado atualmente conta com uma grande variedade de suplementos naturais, que oferecem ótimos resultados e não causam nenhum tipo de reação adversa.

Portanto, cuide bem da sua saúde, vá ao médico e não se automedique!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *