Durval Cesetti

Solista: pianista
(BRA)
Convidado(a) para o concerto:
Movimento Sinfônico I Concerto Oficial Quartas Clássicas
29 de março de 2017

Descrito como “um pianista de rara musicalidade” pelo crítico Claude Gingras (La Presse, Montreal), Durval Cesetti é professor da Escola de Música da UFRN. Completou o seu doutorado na McGill University, instituição na qual também fez o seu mestrado e o seu bacharelado, tendo estudado com Kyoko Hashimoto, Tom Plaunt, Richard Raymond, Louis-Philippe Pelletier e Eugene Plawutsky, após ter sido aluno de Neusa França em Brasília. Alguns de seus concertos nos últimos anos incluem recitais em Nova Iorque, Connecticut e Ohio (EUA), Pequim e Tianjin (China), Limerick (Irlanda), Toronto, Kitchener, Waterloo, Montreal e London (Canadá), São Paulo (na Fundação Oscar Americano), Rio de Janeiro (na Sala Cecília Meirelles) e Brasília (no Teatro Nacional Cláudio Santoro). Apresentou-se como solista com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, a Orquestra Sinfônica de Goiânia, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, a Orquestra Sinfônica da UFRN, a Orquestra de Câmara da UFRN, com uma orquestra de alunos da Université de Montréal e com a Société de musique contemporaine du Québec, sob a direção dos maestros André Muniz, Elena Herrera (Cuba), Kirk Trevor (Inglaterra), Juan Paulo Gómez (Espanha) e Jean-Michaël Lavoie (Canadá).

Como camerista, tem colaborado com inúmeros músicos de renome internacional, como os violinistas Annette-Barbara Vogel, Daniel Guedes, Emmanuele Baldini, Yehonatan Berick e Song Qiang, os violistas Richard Young e Kate Hamilton, os violoncelistas Darrett Adkins, Fabio Presgrave, Kim Bak Dinitzen, Matias de Oliveira Pinto, Alexander Hülshoff e Natasha Farny, os oboístas Thomas Indermühle e Demetrios Karamintzas, os clarinetistas António Saiote e Javier Vinasco e o tenor Stefano Algieri. Seus artigos foram publicados em periódicos como The Musical Times, Latin American Music Review e Musica Hodie. Retornou a Montreal em 2015 como bolsista pós-doutoral da CAPES, atuando como Visiting Fellow da McGill University por um ano. Em 2016, realizou sua estreia em Nova Iorque, em recital de música polonesa no Carnegie Hall, e, durante uma de suas visitas à China, recebeu o título de Professor Visitante Honorário do Conservatório de Música da Tianjin.

Comentários